A gastronomia paraense

Considerada uma das culinárias mais “brasileiras” do País, a gastronomia do Pará tem a cultura indígena como sua maior influência, mas também carrega consigo traços das cozinhas portuguesa e africana. Seus ingredientes básicos são obtidos da exuberante Floresta Amazônica, como folhas e ervas, são uma forte herança deixada pelos índios da região.

Com mais de uma centena de espécies comestíveis, as frutas regionais dão origem aos doces que mais caracterizam a culinária local, dando um sabor exótico às deliciosas sobremesas que enriquecem a mesa paraense, como açaí, cupuaçu, pupunha, guaraná e a manga.

Mas, é impossível não começarmos falando do Tucupi – líquido amarelo e ácido extraído da mandioca brava, e que está muito presente nos pratos.

Seu exemplar mais conhecido é o Pato no Tucupi – composto com uma folha muito típica do estado: o jambu. O Tacacá também é preparado com Tucupi, jambu, com a goma de tapioca e camarão seco.

 

Além desses, outros dois pratos de referência são o Caruru (feito com quiabo, camarões secos e inteiros, tempero verde -alfavaca e chicória-, farinha seca bem fina e azeite de dendê) e a Maniçoba (Feita de maniva, que são as folhas da mandioca).

Mas é o açaí o fruto mais típico e, provavelmente, a comida típica mais conhecida em todo o país. No entanto, ao invés de tomá-lo como sorvete, no Pará o açaí acompanha o peixe frito e a farinha d’água. Como opção gastronômica, sugerimos: Manjar das Garças – Estrutura incrível e aproveitamento da vegetação nativa. O restaurante apresenta a gastronomia local. As garças encantam o ambiente juntamente com a visão fantástica do rio.

Peixe tradicional da região, o filhote é um prato que deve ser apreciado. Rua Dr. Assis Parque Ambiental Mangal das Garças, Cidade Velha.

Point do Açaí – Açaí 100%. Vale experimentar comer a filhote (peixe regional) com açaí. Ao final, não deixe de pedir o brigadeiro do cacau do Combu com um expresso. Avenida Boulevard Castilhos Franca N 744 Esquina com a Avenida Presidente Vargas.

Texto : Chef Alex Ferreira

https://www.instagram.com/cookers4friends/

Navegar no destino

Que tal se aventurar pilotando sua própria casa-barco nos canais e rios da Europa?

Nesse momento que estamos passando de distanciamento social, apresento para você uma ótima alternativa de turismo, muito usada pelos europeus.

Eu tive a oportunidade de conhecer alguns modelos de barcos, quando estive na Alemanha. Além disso, tenho amigos que já cruzaram vários rios da França a bordo desses barcos.

O aluguel de uma casa-barco é uma ótima maneira de combinar atividades e relaxamento de uma forma totalmente diferente.

Existem vários roteiros onde você poderá ter experiências inesquecíveis como:

✅ visitar locais históricos pouco explorados;

✅ experimentar a gastronomia local;

✅ andar de bicicleta suavemente ao longe do caminho de reboque;

✅ praticar esportes aquáticos: caiaque, vela ou apenas dar um mergulho;

✅ explorar uma região de vinhedos, e muito mais.

Existem barcos de vários tamanhos; de uma até 5 cabines, todas com banheiros privativos, cabendo de 3 até 12 pessoas de forma confortável.

 

O tempo de locação varia de 2 a 7 noites.

E o mais importante, você não precisa ter prática ou uma licença especial. Você recebe um treinamento no momento da locação. Os barcos são bem seguros, pois não ultrapassam mais de 10km por hora.

 

Fotos : https://www.leboat.com/

Devo contratar seguro viagem nacional mesmo eu tendo plano de saúde?

Sim! Você deve contratar um seguro viagem nacional mesmo possuindo um plano de saúde.
Sendo seu plano nacional ou não, há muitos pontos que devem ser levados em consideração.
É importante lembrar que um serviço não substitui o outro. O plano de saúde não é seguro viagem e o seguro viagem não é plano de saúde.
O seguro nacional poderá te oferecer coberturas de diversos tipos, tudo depende do plano contratado.
Vale lembrar que alguns itens são obrigatórios.
 
Conheça algumas das principais coberturas obrigatórias:
– Cobertura médica e odontológica
– Regresso sanitário
– Traslado do corpo
– Traslado médico
– Bagagem extraviada
– Seguro de vida por morte acidental
– Invalidez permanente total ou parcial por acidente em viagem
– Assistência jurídica por acidente de trânsito
 
Além dos itens obrigatórios, há muitos outros serviços que são adicionados quanto maior for o valor do seu plano contratado:
– Acompanhamento ao usuário segurado hospitalizado
– Hospedagem em hotel após alta hospitalar
– Retorno do segurado
– Acompanhamento de menor ou idoso
– Cancelamento de voo;
– Regresso antecipado
– Assistência a PET
 
Quanto custa um seguro viagem nacional?
A média de custo pode ser de R$5,00 por dia para uma cobertura mínima de R$15.000.
Viu só? O investimento é pequeno comparado ao tamanho dos benefícios do segurado.
 
Na sua próxima viagem nacional, pense bem e contrate seu seguro viagem.
 
Fonte : condições gerais seguradora April
 

5 Dicas de lugares frequentados pelos Nova Iorquinos

Para quem busca vivenciar um pouco do cotidiano dos nova iorquinos, aí vão 5 dicas:

1 – Rooftop

São as coberturas dos prédios.

Muitos bares e restaurantes se localizam nas coberturas dos prédios comerciais e hotéis.

São muito frequentados principalmente no verão no Happy Hours ou nas baladas tarde da noite.

Os hoof tops também são muito utilizados nos edifícios residências.

Temos vários exemplos de filmes onde é possível ver isso:

E se fosse verdade – com a atriz Rise Witherspoon

Voando para o amor – com a atriz Paula Patton

E muitos outros.

 

2 – Docerias (Bakery)

Eles amam uma boa sobremesa. E quem não gosta?

Como uma vida deles é muito corrida, eles não gostam de perder tempo em filas. Então, se você ver alguma fila na porta de uma bakery, pode ter certeza que vai valer a pena enfrenta-la.

 

3 – Food Truck

Como o tempo de almoço (lanche) é bem curto e muito acabam almoçando na própria mesa de trabalho, eles optam pelo food truck.

Vocês poderão observa-los se posicionando na frente dos edifícios comerciais por volta de 11hs. É possível encontrar todo tipo de comida, lanches rápidos e até sobremesas.

 

4 – Brunch

Sem a correria dos dias de semana, muitos optam por essa junção de café da manhã e almoço, para encontrar os amigos ou apreciar uma refeição completa sem horário marcado.

 

5 – Central Park

Programa tradicional para toda a família nos fins de semana.

Muitos aproveitam para praticar exercício, tomar sol deitado no gramado e fazer um piquenique com a família ou amigos.

 

A gastronomia aos pés dos Andes – Mendoza

A expectativa em torno da culinária argentina, riquíssima, é sempre das melhores; excelentes cortes de carnes, aliados a vinhos de qualidade… não pode dar errado. E, nesse quesito, Mendonza é imbatível! Os restaurantes atendem os paladares mais exigentes. É hora de fazer aquele tão sonhado turismo gastronômico a preços bem mais em conta do que no Brasil.

Por estar aos pés da Cordilheira dos Andes, com uma vista impressionante, Mendoza é um destino que tem se destacado cada vez mais, e é imperdível para quem está em busca de uma experiência gastronômica.

 

 

 

 

Em nossa passagem pela cidade, escolhemos o restaurante La Lucia Grill & Bar, localizado na Calle Domingo F Sarmiento 658, próximo a Plaza Independencia, e bem indicado, possui ótima carta de vinhos e bom atendimento, com opção de salão interno e mesas na calçada para os dias mais quentes.

Os pratos são muito bem servidos sendo que um individual dá para 2 pessoas. Os cortes de carnes são generosos e de alta qualidade a preços razoáveis. Excelente custo benefício.

 

E, como estamos na terra das vinícolas, os pratos não poderiam deixar de seguir uma harmonização com os melhores vinhos da casa? Vejam algumas opções para tornar a sua estada na cidade deliciosa:

  1. Parrilla 

    A parrillada é uma espécie de churrasco argentino (o churrasco tradicional é chamado de asado ou barbecue), feito na parrilla (grelha) com lenha ao invés de carvão, o que dá um sabor diferente às carnes.

    É caracterizado pela mistura de diversos tipos de carne (bovina, cordeiro, porco, frango), além de miúdos de boi e frango e linguiças, como a morcela que é bem temperada e tem uma coloração escura, uma vez que é feita com sangue bovino (como o chouriço brasileiro).

  1. Empanada

A empanada é considerada uma entrada das mais democráticas. Isso porque, o salgado (uma espécie de esfiha) possui diversos sabores com e sem carne e versões fritas e assadas. Além da tradicional feita com carne, também há de queijo ou espinafre.

  1. Assado de tira

O assado de tira é uma carne proveniente das costelas dianteiras do boi, que são serradas em tiras, com os ossos na transversal.

Para estas opções, sugerimos os vinhos Alambrado Malbec ou Zuccardi Seria A Malbec.

 

Autor : Chef Alex – https://www.instagram.com/cookers4friends/

Um passeio de bike pela orla de Niterói

A cidade de Niterói fica distante 13 km do Rio de Janeiro, ligados por uma ponte sobre a Baía da Guanabara.

Da cidade, é possível ter uma das mais belas vistas do Rio de Janeiro.

Vamos começar nosso passeio de bike a partir do Caminho Niemeyer.

O Caminho Niemeyer é um conjunto de criações do arquiteto mais famoso do Brasil e se estende do Centro até a Zona Sul da cidade, seguindo a orla da baía.

Ele é composto pela Fundação Oscar Niemeyer, Memorial Roberto Silveira, Teatro Popular de Niterói, Praça Juscelino Kubitschek, Reserva Cultural, Museu de Arte Contemporânea (MAC), Estação Catamarã de Charitas.

Iniciaremos pelo Centro apreciando a Fundação Oscar Niemeyer, Memorial Roberto Silveira, Teatro Popular de Niterói, pois todos estão muito próximos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Beirando a Baía de Guanabara chegaremos à Reserva Cultural. Um complexo de cinema, lojas e restaurantes.

No quarteirão seguinte está a Cantareira, antiga estação das barcas. À frente deparamos com o pequeno Forte Gragoatá e uma bela vista do Centro do Rio de Janeiro.

Seguindo a orla da Boa Viagem chegaremos ao MAC, Museu de Arte Contemporânea. A construção lembra muito uma nave espacial, e se tornou o símbolo da cidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Hora de descer a ladeira e chegarmos à Praia do Ingá. Um faixa estreita de areia muito frequentada pelos moradores locais. Na sua continuidade está a Praia de Icaraí, com seus prédios luxuosos ao lado de alguns antigos e seu calçadão muito usado para prática de exercícios, caminhadas, e claro, passeios de bicicleta.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Subindo a Estrada Fróes, apesar de possuir ciclovia, tem que ter um certo cuidado, pois ela é estreita e sinuosa.

Após subidas e decidas chegaremos a uma reta muito agradável da Praia de São Francisco. Margeada de restaurante e bares, a praia também possui um largo calçadão, mas sugiro usar a ciclovia no meio da pista.

Seguindo a orla chegaremos à Praia de Charitas,   onde poderemos apreciar a Estação do Catamarã , muito semelhante a arquitetura do MAC.

E se, após esses 10km, você ainda ter disposição, sugiro pedalar mais uns 6km e visitar a Fortaleza Santa Cruz da Barra.

Localizada do lado oriental da barra da Baía de Guanabara, no bairro de Jurujuba, de onde é possível ter uma visão completamente diferente do Morro do Pão de Açúcar (Rio de Janeiro), e admirar as belezas naturais da região.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Maldivas, o paraíso é aqui!

Vamos falar um pouco sobre o Lux South Maldivas.

Quem não gosta de comodidade e mordomia? E na Maldivas não será diferente.

Toda a comodidade se dará a partir do momento que você chegar no aeroporto de Male, capital da Maldivas. Onde você será recepcionado por um host que te acompanhará até a sua volta. Você não terá que se preocupar com mais nada, check in, malas, reservas; enfim, qualquer coisa que necessitar, é só solicitar ao seu host.

O hotel fica localizado em um dos maiores atol da Maldivas, com 4km de extensão de praia. O acesso é feito por um hidroavião, que já está incluso.

Uma vez no hotel, desfrute de seu bangalô sobre águas ou na areia se você preferir.

O hotel possui  8 restaurantes e 5 bares  espalhados pelo atol todos com bebidas inclusas.

  

Diversas atividades como yoga no nascer do sol, atividades aquáticas, dj’s no pôr do sol, jantar com música ao vivo, caça ao tesouro (valendo brindes), competição de tênis, curso de fotografias, spa e muito mais, fazem parte do pacote.

Maldivas é um local muito romântico e também muito procurado por família.

Para os casais, existem opções de jantares românticos na praia, café da manhã flutuante e outros serviços. Já para famílias, o hotel dispõe de recreadores e um kid’s club para distrair os menores, enquanto os pais aproveitam todo o resort.

 

Resumindo, aqui é o paraíso mesmo!!!

Estamos com oportunidades com valores atrativos para 2020 e 2021 para os hotéis Lux South, Waldorf e Six Senses.

 

Fontes : fotos Viagem&Cia

 

Petrópolis RJ – Boa opção para curtir um fim de semana

Uma boa opção de passeio de fim de semana, para quem mora no Rio de Janeiro, é a cidade de Petrópolis, a chamada Cidade imperial, que fica na região serrana a 69km do Rio de Janeiro.

O passeio já começa na subida da serra onde é possível apreciar o verde das montanhas e a mudança de clima.

 

 

Logo na entrada da cidade fica uma das belas atrações, o antigo Palácio Quitandinha, onde já funcionou um famoso cassino e se hospedaram muitos famosos. Hoje é um misto de condomínio e centro cultural. É possível agendar uma visita guiada ao local.

Para quem pretende passar apenas um dia em Petrópolis, não pode deixar de visitar o Museu Imperial, refúgio da família imperial no verão. O museu é extremamente conservado, além da parte externa com seus belos jardins. Aproveite e dê uma esticada até a Catedral de São Pedro de Alcântara, onde estão os restos mortais da Família Imperial.

Dando continuidade a um pouco mais de história, visite o Palácio de Cristal, que foi inaugurado em 1884 para abrigar exposições de flores, pássaros e  produtos agrícolas e hoje é usado para exposições. E, também, o Museu Casa de Santos Dumont, que preserva e divulga a memória do pai da aviação brasileira, gênio da engenharia que revolucionou o mundo.

 

Uma atração mais recente na cidade, a Cervejaria Bohemia, que abriga um tour cervejeiro, restaurante, bar e uma loja.  O Tour apresenta a história da cerveja, o seu processo de produção e ingredientes que levam os visitantes a experiências sensoriais únicas e degustações exclusivas. Vale a pena!

Para quem gosta de uma boa compra, não pode deixar de visitar a Rua Tereza, com suas centenas de lojas de malha e jeans. É um ponto visitado por revendedores de roupas.

Onde comer?

Para que gosta de uma boa carne, sugiro a Churrascaria Majórica, referência desde 1961 na rua do Imperador, bem no Centro.

É possível encontrar boas opções na Av. Ipiranga, onde várias mansões se transformaram em restaurantes como o Bordeaux Vinhos e o restaurante Locanda della Mimosa.

Onde se hospedar?

Tenho boas referências do Grande Hotel Petrópolis, que sofreu restauração a pouco tempo. A localização é ótima, bem no Centro, próximo de várias atrações e da Rua Tereza.

Outra excelente indicação é o Hotel Solar do Império, que fica a 500m da Catedral. Ele ocupa 2 residências do século XIX em uma área nobre de Petrópolis. A propriedade dispõe de piscina coberta e ao ar livre, spa, centro de bem-estar, sauna a vapor e estacionamento gratuito.

Hoje o maior problema de Petrópolis é com relação ao trânsito, pois as ruas de acesso ao centro são bem estreitas. A melhor recomendação é deixar o carro estacionado e correr todas as atrações do centro a pé.

São Bento do Sapucaí – SP

Nesse momento de tantas privações que estamos passando, nos demos conta que o nosso entorno tem diversos cantos desconhecidos. É uma boa hora para valorizarmos o que temos ao lado, e buscarmos experiências antes nunca vividas.

Um bom exemplo é a cidade de São Bento do Sapucaí.

São Bento do Sapucaí fica a cerca de 350km do Rio de Janeiro e 200km de São Paulo, pertinho de Campos do Jordão. É uma cidade muita acolhedora e um esconderijo perfeito para curtir um final de semana em contato com a natureza e em boa companhia. A cidade tem pousadas muito charmosas, bons restaurantes, artesanato local e inúmeros atrativos naturais.

 

ONDE SE HOSPEDAR?

 

Pousada do Quilombo – com uma estrutura de 170m2 da Serra da Mantiqueira, a pousada dispõe de 40 acomodações e um ambiente aconchegante com diversos atrativos: Spa, recreação infantil, atividades ao ar livre, jacuzzi e quadra de esportes.

 

 

 

Pousada Villa da Montanha – está localizada próxima ao centro e também dos restaurantes da cidade. A vista privilegiada para a Pedra do Baú e o amplo jardim, despertam o convívio com a natureza. As acomodações são em chalés com infraestrutura variada, e a área de lazer dispõe de piscina e playground.

 

 

 

O QUE FAZER?

 

A principal atração da cidade é, certamente, o Complexo da Pedra do Baú. Composto pela Pedra do Baú, Bauzinho e Ana Chata. É um local perfeito para quem busca aventura. É possível percorrer várias trilhas, fazer escaladas e até rapel.

Você também poderá contemplar as cachoeiras da região.

 

 

 

 

UMA EXPERIÊNCIA DIFERENCIADA

Indico uma visita ao Entre Villas e o viveiro Frutopia. Lá é possível acompanhar todo o processo da uva ao vinho e se deliciar com os ótimos produtos artesanais. Também é possível visitar as plantações de: frutas vermelhas (framboesa, amora, uva, mirtilo), castanhas portuguesas, azeitona e até lúpulo. Não deixe de reservar o almoço no Restaurante Entre Villas, onde você poderá desfrutar de uma experiência gastronômica Slow Food, saboreando produtos artesanais de qualidade produzidos na região.

 

O ARTESANATO LOCAL

De grande importância para região, o bairro do Quilombo é conhecido por seus artesãos. O mais ‘famoso’ deles, Ditinho Joana, memória viva do Bairro do Quilombo. Visite também o Espaço Arte no Quilombo. É uma ótima oportunidade para conhecer os quase 80 artesãos e artesãs locais que trabalham com palha de bananeira, de milho, bambu e outros materiais. Não deixe de conhecer também o Ateliê Mãos Bentas, além de ser um ateliê de costura, é uma loja colaborativa com mais de 20 artesãos da região.

Aproveite as promoções do momento com segurança

Não estou recomendando que alguém viaje nas próximas semanas, mas vamos dar algumas dicas para que você possa viajar mais a frente, e com segurança, aproveitando as promoções atuais:

Por que devo comprar agora?

  1.  As passagens aéreas estão muito acessíveis e várias cias aéreas estão oferecendo flexibilidade, caso haja necessidade de troca, sem cobrança de multa ou diferença tarifária.
  2.  Vários hotéis e serviços estão com promoções de compras antecipadas.
  3.  Parcelando, desde já, você já terá sua viagem quitada, ou quase, até a data da viagem.
  4.  Aproveite todo esse tempo para planejar sua viagem. É um bom exercício para manter a saúde mental.
  5.  Junte um grupo de amigos e familiares para desfrutar da mesma viagem e matar a saudade.
  6.  Compras a partir da metade do 2º semestre tendem a ficar mais caras, pois todos os viajantes que ficaram com crédito começarão a fazer as remarcações e, consequentemente, a ocupação dos voos e hotéis aumentará.

Dicas importantes para comprar a sua viagem com segurança:

  1. Pesquise com seu agente de viagem ou peça indicação aos seus amigos. Alguns agentes, hoje em dia, tem a qualificação de consultores. Esses profissionais irão buscar algo dentro do seu perfil e dentro do seu orçamento.
  2. Outro detalhe ficou muito evidente: quem comprou suas viagens pela internet ou agências online teve muitas dificuldades para remarcar ou conseguir um reembolso. Com um agente próximo de você, um simples WhatsApp pode resolver o problema.
  3. Dê preferência para viagens nacionais, caso deseje viajar em 2020. Valorize o seu país e descubra as diversas opções que temos para todos os gostos e todos os bolsos. Viagens internacionais ainda estão instáveis no abre e fecha de fronteiras e restrições sanitárias. Deixe os destinos internacionais para 2021.
  4. Não temos previsão do fim da pandemia. Então, quanto mais a frente for a sua viagem, mais segura será. Não compre nada que vá além de 330 dias, pois pode não ser verdadeiro. Este é o prazo máximo real para emissão de uma passagem aérea. Feriados como Finados, Ano Novo e Carnaval 2021 ainda apresentam excelentes tarifas e podem ser uma oportunidade.

 

Autor : Monica Oliveira – consultora de viagem