Vale dos Vinhedos, Gramado, Canela, Campos do Jordão e até Garanhuns atraem turistas no inverno; veja dicas

Degustação de vinhos, passeios por rotas de imigrantes italianos, bondinhos, Maria Fumaça… o turismo de inverno no Brasil

A frente fria derrubou ainda mais as temperaturas deste inverno e, para quem gosta de viajar com os termômetros lá embaixo, o G1 preparou algumas dicas para conhecer melhor o país.

De acordo com o Ministério do Turismo, os principais destinos para as viagens de inverno no Brasil estão no Sul e Sudeste, mas também é possível curtir temperatura baixa no Norte e Nordeste.

Confira abaixo as cidades indicadas pelo Ministério do Turismo e as mínimas registradas, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

  • Bento Gonçalves (RS): mínima de -4,5°C em 14 de julho de 2000
  • Gramado e Canela (RS): o Inmet não tem estação
  • São Joaquim (SC): o Inmet não tem estação
  • Petrópolis (RJ): mínima de 0,4ºC no Pico do Couto em 30 de julgo de 2007
  • Teresópolis (RJ): mínima de -1,4ºC em 10 de junho 1933
  • Nova Friburgo (RJ): mínima de -1,1ºC, em 10 de junho 2011
  • Penedo (RJ): o Inmet não tem estação
  • Visconde de Mauá (RJ): o Inmet não tem estação
  • Campos do Jordão (SP): o Inmet não tem estação
  • Monte Verde (MG): mínima de -3,6ºC em 5 de agosto de 2011
  • Gravatá (PE): o Inmet não tem estação
  • Garanhuns (PE): mínima de 10ºC em 3 setembro de 1933
  • Serra do Tepequém (RR): o Inmet não tem estação

Abaixo, o G1 listou dicas para Campos do Jordão (SP), Vale dos Vinhedos (RS) e as cidades de Gramado e Canela (RS).

Campos do Jordão (SP)

Cor das flores contrasta com o branco do gelo que encobre a grama — Foto:  Sérgio Tadeu Biagioni/Prefeitura de Campos do Jordão

Cor das flores contrasta com o branco do gelo que encobre a grama — Foto: Sérgio Tadeu Biagioni/Prefeitura de Campos do Jordão

Conhecida como ‘Suíça brasileira’, Campos do Jordão (SP) é um dos principais destinos de inverno do país. Além do clima ameno da Serra da Mantiqueira, o turista também tem inúmeras atrações para aproveitar a cidade.

Em Campos é possível fazer compras no principal endereço turístico da cidade, a Vila Capivari; passear de teleférico e conhecer a vista do Morro do Elefante, a 1,8 mil metros de altitude, andar de bondinho ou até de Maria Fumaça, que após quatro anos retomou os passeios na cidade.

Além dos vinhos, tradicionais no clima frio, o turista também poderá apreciar cervejas diretamente da fábrica. A cervejaria Baden Baden oferece tour em visitas que podem ser feitas entre 10h e 17h.

Até o dia 28 de julho ainda é possível curtir a programação do Festival de Inverno, que neste ano entra na 50ª edição com quase 130 concertos. Confira a programação completa.

Vale dos Vinhedos (RS)

Paisagem no Vale dos Vinhedos, no RS. — Foto: Rodrigo Parisotto

Paisagem no Vale dos Vinhedos, no RS. — Foto: Rodrigo Parisotto

Colinas verdes repletas de parreiras, baixa temperatura e calmaria. A região do Vale dos Vinhedos começou a se desenvolver em 1875, quando os imigrantes italianos se fixaram nas colinas para produzir vinhos. O vale abrange as cidades de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul. Fica a 120 km da capital do estado, Porto Alegre, onde está o aeroporto mais próximo.

O destino atrai quem quer degustar vinhos e ainda passar uns dias debaixo de casacos e cachecóis: a menor temperatura já registrada na região foi de -4,5°C, em julho de 2000, de acordo com o Inmet.

Bento Gonçalves é a principal cidade da região, conhecida como “Toscana brasileira”. A tradição com a cultura do vinho é tamanha que a cidade integra a Associação Cittá Del Vino, formada por cidades que produzem a bebida.

Em Bento é possível percorrer várias rotas turísticas. Uma delas é o Caminho de Pedras, com restaurantes, casarões antigos e vinícolas. O trajeto tem 6 km de extensão e pode ser percorrido até de bicicleta. A outra é pelas Cantinas Históricas, com gastronomia italiana. Há ainda a Rota Rural Encantos de Eulália, para os adeptos de esportes radicais.

Gramado e Canela (RS)

Canela (RS) decorada para a temporada de inverno de 2019. — Foto: Rafael Cavalli/SerraPress/Divulgação/Secretaria de Turismo de Canela

Canela (RS) decorada para a temporada de inverno de 2019. — Foto: Rafael

Gramado Canela são cidades vizinhas que ficam na Serra Gaúcha a pouco mais de 100 km da capital, Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Os guias turísticos costumam dizer que as cidades são um pedacinho da Europa no Brasil, devido à influência da imigração alemã, portuguesa e italiana na região.

A paisagem inclui hortênsias, araucárias e pinheiros. Em Gramado, o site oficial de turismo indica seis roteiros de agroturismo, além de rotas específicas, como a que passa pelas lojas de chocolates.

Em Canela, a “Temporada de Inverno”, festival com atrações musicais, se estende de 30 de junho a 4 de agosto. Já a “Festa Colonial” entra na 26º edição e apresenta de 20 de julho a 4 de agosto peças teatrais, apresentações musicais e culturais com referências à tradição gaúcha. Confira a programação.

Garanhuns (PE)

Parque Euclides Dourado, conhecido como Parque dos Eucaliptos, em Garanhuns (PE) — Foto: Camila Queiroz/Divulgação

Parque Euclides Dourado, conhecido como Parque dos Eucaliptos, em Garanhuns (PE) — Foto: Camila Queiroz/Divulgação

Quem diria que no Nordeste é possível sentir frio? Em Garanhuns, a altitude faz com que a temperatura seja amena.

Cravada entre sete colinas e fontes de água mineral, a cidade é conhecida como a “Suíça Pernambucana”. Entre os atrativos, o turista poderá conhecer o único Relógio de Flores do Norte e Nordeste, passear pelo Parque dos Eucaliptos, ver a paisagem no mirante do Cristo do Magano, construído em uma das colinas da cidade a 1.030 de altitude.

Neste mês, ela está recebendo o Festival de Inverno e terá shows como Elba Ramalho, Zélia Duncan, Roberta Miranda, Lenine, Fafá de Belém, entre outros. Confira a programação.

Relógio das Flores em Garanhuns (PE) — Foto: Camila Queiroz/Divulgação

Relógio das Flores em Garanhuns (PE) — Foto: Camila Queiroz/Divulgação

Fonte: https://g1.globo.com
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 − 2 =